quinta-feira, 7 de julho de 2011

VENHA PARTICIPAR DO SIMULADO DO MÉTODO START!

Amanhã dia 07/07/11 (quinta) terá inicio o Curso de Suporte Básico de Vida e Brigada de Incêndio, ministrado pelo CARV, para os colaboradores da Comunidade Católica Shalom!

Convidamos a todos os alunos e ex-alunos do CARV, para participar do simulado do Método START no dia 08/07/11 (sexta-feira) no Condomínio Espiritual Uirapuru - CEU (Av. Alberto Craveiro, 2222 / Dias Macêdo) a partir de 13h00. O treinamento e o simulado fazem parte dos preparativos para o Festival Halleluya 2011 - Solte sua Voz.

Se você é aluno ou ex-aluno do CARV e deseja atuar como voluntário neste grande evento entre em contato conosco através do telefone: 3283-0033 ou envie um e-mail para carvresgate@yahoo.com.br com o assunto:Voluntário Halleluya contendo seus dados (nome, telefone, cidade, e-mail e informando se você é: socorrista, técnico(a), enfermeiro(a) ou médico(a))


O CARV estará presente durante os cinco dias do  Festival Halleluya 2011. Estaremos atuando na prevenção e no atendimento em caso de emergência pré-hospitalar.


O que é o Método START?

Processo utilizado em situações onde a emergência ultrapassa a capacidade de resposta da equipe de socorro. Utilizado para alocar recursos e hierarquizar o atendimento de vítimas de acordo com um sistema de prioridades, de forma a possibilitar o atendimento e o transporte rápido do maior número possível de vítimas.

O primeiro socorrista que chega numa cena da emergência com múltiplas vítimas enfrenta um grande problema. A situação é diferente e seus métodos usuais de resposta e operação não são aplicáveis. Este profissional deve modificar sua forma rotineira de trabalho buscando um novo método de atuação que lhe permita responder adequadamente a situação.

Como poderão então esses socorristas prestar um socorro adequado? Obviamente, se eles voltarem sua atenção para a reanimação de uma ou mais vítimas, as outras potencialmente recuperáveis poderão morrer.

Portanto, logo que chegam na cena, esses primeiros socorristas devem avaliá-la, pedir reforços adicionais e providenciar a segurança do local para, só então, dedicarem-se a seleção das vítimas enquanto as novas unidades de socorro deslocam-se para o local da emergência.

Esses socorristas aproveitam assim o seu tempo da melhor maneira iniciando um processo de triagem. Este é o primeiro passo para a organização dos melhores recursos a cena da emergência.

Triagem – Termo dado ao reconhecimento da situação e seleção das vítimas por prioridades na cena da emergência. Palavra de origem francesa que significa “pegar, selecionar ou escolher”.

Podemos conceituar a triagem como sendo um processo utilizado em situações onde a emergência ultrapassa a capacidade de resposta da equipe de socorro. Utilizado para alocar recursos e hierarquizar vítimas de acordo com um sistema de prioridades, de forma a possibilitar o atendimento e o transporte rápido do maior número possível de vítimas.

É de responsabilidade do socorrista que primeiro chegar ao local do acidente múltiplo, montar um esquema e separar as peças de um desastre de forma a propiciar o melhor cuidado possível a cada pessoa envolvida, solicitando recursos adicionais e reforço para atender adequadamente a ocorrência.

Em resumo, o processo de triagem é usado quando a demanda de atenção supera nossa capacidade de resposta e, portanto, devemos direcionar nossos esforços para salvar o maior número de vítimas possível, escolhendo aquelas que apresentam maiores possibilidades de sobrevivência. O primeiro a chegar na cena deve dedicar-se à seleção das vítimas, enquanto chegam as unidades de apoio.

CARV nossa missão é Salvar Vidas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário