quinta-feira, 22 de novembro de 2012

PROFISSIONAIS DE SAÚDE DO HAITI CONHECEM SAMU 192


Grupo visita o SAMU no DF, São Paulo e Salvador para conhecer a estrutural funcional dos serviços de urgência e emergência brasileiros. O Ministério da Saúde promove nesta semana mais uma ação para o projeto de fortalecimento do Sistema de Saúde e Vigilância Epidemiológica do Haiti. Uma comitiva formada por médicos e enfermeiros haitianos está no Brasil para conhecer o processo de gestão e a estrutura funcional dos serviços de urgência e emergência do SUS. A agenda inclui visitas às principais Centrais de Regulação e Bases Descentralizadas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) no Distrito Federal, São Paulo e Salvador (BA). Formação e capacitação de profissionais de saúde estão entre os principais objetivos do grupo.

A comitiva dos profissionais de saúde do país caribenho é formada por um psiquiatra, um ortopedista, especializado em traumas, uma enfermeira chefe e dois técnicos de enfermagem. A visita faz parte do Projeto Haiti, cooperação firmada entre os governos do Brasil, do Haiti e de Cuba, voltada ao fortalecimento do sistema de saúde haitiano, destruído por um terremoto que atingiu o país em 2010. No Brasil, o projeto é coordenado pelo Ministério da Saúde e conta com parceiros como a Fundação Oswaldo Cruz e as universidades federais do Rio Grande do Sul (UFRGS) e de Santa Catarina (UFSC). “Dividir conhecimento e experiências com outros países mostra que temos qualidade nos serviços de urgência e emergência no país e estamos no caminho certo”, avaliou o coordenador-geral de Urgência e Emergência do Ministério da Saúde, Paulo de Tarso Abrahão.


O acordo de cooperação prevê a ajuda do Brasil na recuperação e construção de unidades hospitalares. Também deve contribuir para a aquisição de equipamentos, ambulâncias e insumos de saúde, além de viabilizar bolsas para capacitação de profissionais de saúde haitianos. O governo brasileiro também deve qualificar a gestão assistencial e de vigilância epidemiológica no Haiti e apoiar medidas de fortalecimento do sistema de atenção básica de saúde.

Desde o terremoto, o Ministério da Saúde já doou 30 ambulâncias para o Haiti – todas Unidades de Suporte Básico (UBS) equipadas com Desfibrilador Externo Automático.  A população conta também com uma Central de Regulação em Porto Príncipe, capital do país.

Fonte: Ministério da Saúde


CARV nossa missão é Salvar Vidas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário